instituto-E

Quando a sustentabilidade entrou na moda

Como consultora contratada pelo empresário Oskar Metsavath, detentor da marca Osklen ,  Selma Fernandes encabeçou uma desafiante pesquisa sobre "a vocação do Brasil como país do desenvolvimento sustentável”, que teve como fruto a fundação do Instituto-e, uma organização sem fins lucrativos localizada no Rio de Janeiro, dedicado à promoção do desenvolvimento humano sustentável.

 

Atuou como diretora executiva e sócia fundadora.  Lá desenvolveu e coordenou uma pesquisa em matérias primas sustentável para a indústria da moda, que resultou no projeto e-fabrics que, em parceria com empresas, instituições e centros de pesquisa, identifica tecidos e materiais desenvolvidos a partir de 

critérios socioambientais, a partir daí seu nome se tornou referência nacional e internacional em moda sustentável. 

 

 

Após o e-fabrics estar instituído aceitou o desafio do Projeto Talentos do Brasil – programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em parceria com a CEF e SEBRAE para inclusão social e geração de renda para mulheres artesãs em comunidades rurais.

 

O objetivo era adaptar todos os grupos inseridos pelo Programa na Agricultura Familiar, ao desenvolvimento sustentável, preservação das tradições culturais do país, e empoderamento das mulheres.

instituto-E

Quando a sustentabilidade entrou na moda

TALENTOS DO BRASIL

A força das artesãs nas comunidades rurais
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now